7 dicas para criar um catálogo digital encantador para o setor imobiliário

Sabe aquele ditado de que “a primeira impressão é a que fica”? Muitas pessoas realmente são guiadas por essa sensação. E não é para menos: 65% da população humana em todo o mundo se identifica como aprendizes visuais, segundo dados da Social Science Research Network, e a Brian Rules mostra que a informação visual é memorizada 650% a mais do que quando apresentada verbal ou textualmente. Por isso, ao criar catálogos digitais para o setor imobiliário, é essencial estar conectado a essa tendência.

Catálogos funcionam na venda de imóveis quase como que os cardápios nos restaurantes: é ali que, em grande parte das situações, o potencial cliente vai ter o primeiro contato com o que você tem a oferecer, e é por ali que ele irá se interessar ou não em buscar mais informações e até mesmo entrar em contato com o seu escritório. Isso mostra a importância que tem este recurso para toda a sua estratégia de marketing imobiliário. Desde a atração do cliente por meio de um catálogo bem construído, passando pela construção de um relacionamento a partir disso, até o momento final do fechamento de venda.

Confira neste artigo 7 dicas de como montar um catálogo digital encantador para divulgação e venda dos seus empreendimentos imobiliários.


1. Capa


A capa é a primeira coisa que o cliente vai ver, e ela precisa conter informações básicas e relevantes sobre você e sobre o que está sendo vendido, mas atenção: não acrescente muitos elementos para não gerar ruído na comunicação e confusão para o cliente. Inclua na capa do seu catálogo digital de venda de empreendimentos imobiliários o nome do seu escritório, o principal destaque daquele catálogo e algumas promoções ou descontos que poderão ser fornecidos em negociações por meio dele. Além disso, insira uma imagem de boa resolução e qualidade, que se relacione com a sensação que você deseja transmitir ao seu potencial cliente, e que faça com que ele continue navegando no catálogo.


2. Design


Ainda falando sobre sentimentos, o que pode ser mais emocional do que a compra de um imóvel? Para concretizar esta compra, normalmente existe uma série de sentimentos e necessidades envolvidos. Por isso, tente se conectar com essas dores do seu público por meio do projeto gráfico do seu catálogo, trazendo uma identidade visual única em todo o material e sempre buscando contemplar o que o seu potencial cliente precisa ver. Dê mais destaque para aquelas promoções que você acredita que farão mais sentido aos olhos do cliente. Para isso, uma dica é respeitar a paleta de cores prevista no seu projeto gráfico e evitar o uso de muitos recursos que promovam poluição visual, gerando harmonia e trazendo mais conforto para a leitura do seu catálogo. Para estimular a interação do usuário com o seu material, crie botões de Call to Action (CTAs) bem atrativos e que induzam os visitantes a clicarem e se encaminharem para a ação que você estiver sugerindo.


3. Conteúdo


Se você já tem contato com estratégias de marketing imobiliário deve se recordar de que o conteúdo é o coração de tudo que é feito. O cliente é o centro de tudo, o que norteia todas as ações que serão realizadas, mas o conteúdo é o pilar que irá sustentar este processo. Não há design sem conteúdo, então, além do projeto gráfico, defina uma linha editorial para o seu catálogo digital para o setor imobiliário. Faça um levantamento das principais dores do seu potencial cliente e transforme isso em conteúdos relevantes e que realmente façam a diferença para ele, sempre trazendo em destaque as informações mais importantes dos imóveis. Aposte em textos curtos, sempre bem diagramados, e frases de efeito. Textos muito longos em catálogos podem afastar o cliente, fazendo com que você deixe de aproveitar na totalidade o potencial deste material.


4. Fotos e vídeos


Como já mencionamos anteriormente, fotos e vídeos são os formatos mais consumidos pelos usuários digitais, são seus preferidos e também os que mais geram efeitos de memorização do conteúdo apresentado. Por isso, dentro do conteúdo do seu catálogo, invista na produção de imagens dos seus imóveis. Se você não possui os equipamentos mais adequados para isso, contrate um profissional que possa executar essa função com excelência e entregue um resultado de alta qualidade para o seu escritório. As fotos e vídeos podem — e devem! — ser inseridas no seu catálogo digital, promovendo maior absorção do conteúdo pelos clientes, mas também podem ser aproveitadas em diversos outros momentos da sua estratégia digital.


5. Maquete eletrônica


Aqui entramos em um ponto essencial para o caso de empreendimentos imobiliários que são vendidos na planta, ou que ainda estão em construção. Como produzir imagens de um imóvel não finalizado? Bom, para isso, existem profissionais dedicados à criação de ambientes simulados em softwares de modelagem tridimensional, que muito se assemelham aos imóveis finalizados, mas permitem essa flexibilidade no processo de negociação e venda. Então, se o seu catálogo digital traz empreendimentos em lançamento, contrate os serviços especializados de uma produtora de maquetes eletrônicas e não perca a oportunidade de incluir imagens e vídeos no seu material apenas por ainda não ter os imóveis construídos.


6. Atualização


O universo digital e online é muito rápido. As mudanças e novidades são implementadas de forma muito ágil, o desejo por novas informações é constante, e os usuários estão conectados em quase todos os momentos de sua vida. Por isso, é essencial manter o conteúdo do do seu catálogo digital sempre atualizado com as melhores novidades do seu escritório. Crie templates ou modelos com base nas dicas apresentadas anteriormente sobre design e conteúdo e promova atualizações contínuas no material. Assim, você garante que o cliente não perderá nenhuma informação, que o seu catálogo digital será bem ranqueado pelos motores de busca online, e que, consequentemente, você poderá ter um aumento significativo nas suas vendas.


7. Surpresa


Por fim, com toda essa estrutura definida e bem trabalhada, é importante lembrar de sempre entregar aquele algo a mais para o seu potencial cliente. Pense em trabalhar promoções exclusivas para os primeiros acessos ao catálogo no seu site, por exemplo, ou condições especiais de compra para quem realizar maior número de interações com os links internos do material. Outra opção que pode ser interessante é a de integrar o seu catálogo a todas as suas estratégias digitais: desde a disponibilização de um link para o catálogo no seu site, passando pela divulgação dele em landing pages e redes sociais, até uma estratégia de e-mail marketing que aproveite este conteúdo em sua estrutura.


Utilizar catálogos digitais para o setor imobiliário é uma estratégia muito positiva que pode agregar valor para o seu trabalho de uma forma significativa, influenciando a jornada de compra do consumidor de modo a tornar sua experiência o melhor possível e entregar soluções para suas principais dores e necessidades. Para ver mais conteúdos como este e se especializar na construção de conteúdos digitais relevantes para o setor imobiliário e da construção civil, acompanhe nosso blog.

Sua Maquete Eletrônica Ltda., CNPJ: 29.827.934/0001-83

R. Leopoldo Couto de Magalhães Jr. 1442 Itaim Bibi São Paulo-SP

contato@suamaqueteeletronica.com.br | Tel: (11) 3136-0841 | Whatsapp: (11) 9.8133-0841

Acesse aqui nossos Termos & Condições 

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • LinkedIn - círculo cinza