Dicas de apresentação para empreendimentos populares

O lançamento de empreendimentos populares imobiliários é o momento mais esperado por construtoras e incorporadoras que atuam neste segmento. É neste evento ou showroom — seja ele remoto ou presencial — que a empresa poderá apresentar para um grande número de pessoas aquilo que vem planejando e projetando há tanto tempo.

A construção civil está em constante transformação e digitalização, seguindo tendências mundiais de tornar os negócios mais práticos, menos burocráticos e mais acessíveis. Neste sentido, pensar na estruturação de apresentação para empreendimentos populares carrega um nível de cuidado e atenção ainda maior, visto que é um público com difícil acesso a educação, mas que hoje representa mais de ¾ e 50% da forma consumidora do Brasil.

Confira algumas dicas para apresentação de empreendimentos populares que vão te ajudar a entregar valor nos seus lançamentos de forma clara para todos os tipos de públicos.


Suprir déficit habitacional


Dentre as classes C, D e E ainda é alto o número de famílias vivendo em habitações precárias ou em co-habitações, o que demonstra significativo déficit habitacional para este público. Devido à melhoria do acesso a crédito e empréstimos para financiamento de imóveis — especialmente movimentado por programas como o Minha Casa Minha Vida — este mercado acabou direcionando cada vez mais seu olhar para os empreendimentos populares como um modelo de negócio viável e sustentável.

Por isso, ao planejar e desenvolver empreendimentos populares é importante fazer uma boa pesquisa sobre o cenário socioeconômico deste público — caso seja uma área nova de atuação para a sua empresa — e entender exatamente o que estas famílias estão vivenciando e como você pode ajudar a transformar suas vidas suprindo este déficit habitacional.


Treinar vendedores


A abordagem junto aos públicos de empreendimentos populares deve ser cuidadosa pois não é o mesmo discurso utilizado para vender imóveis de mais alto padrão. Os cuidados e atenção ao cliente, no entanto, são os mesmos: buscar entender as necessidades do cliente, ouvir com atenção e sugerir sempre aquilo que se mostrar como sendo o melhor para o contexto de cada pessoa.

Desta forma é essencial que as suas equipes de vendedores e corretores seja bastante capacitada e treinada para realizar estes atendimentos com a dedicação que merecem. Aqui também se deve analisar gatilhos na fala das pessoas, porém o objetivo com isso deve ser o de extrair o máximo de informações possível para construir o projeto da forma que melhor atenda às necessidades apresentadas, e não necessariamente pensar em utilizá-los a favor da sua venda no sentido mais agressivo da coisa.


Utilizar tecnologia para tangibilizar


Por mais que pareça elitista falar em uso de tecnologia para apresentação de empreendimentos populares, é preciso entender que é somente por meio deste tipo de recurso que as pessoas conseguem identificar com maior precisão o valor e as características dos imóveis. Confira alguns exemplos de tecnologias que você pode disponibilizar durante as suas apresentações e negociações.


Maquete eletrônica

Maquete eletrônica é uma imagem estática de um ambiente interno ou externo de um imóvel que se assemelha a uma fotografia. No entanto, a diferença entre estes dois recursos está no fato de que maquetes eletrônicas normalmente são produzidas graficamente em softwares de modelagem 3D, uma vez que os imóveis ali retratados ainda não estão construídos.

Por meio desta imagem o seu cliente conseguirá visualizar cada cômodo do imóvel com detalhes de luz, sombra, cores, volumes e texturas, além de ter uma boa noção de como o empreendimento ficará no final já decorado. É um recurso muito importante para ser utilizado na apresentação de empreendimentos populares.


Passeio virtual

Passeio virtual, diferente da maquete eletrônica, constitui-se de um recurso semelhante a um vídeo, pois inclui imagens em movimento. Assim, é como se alguém fosse até o imóvel com uma câmera ou celular e fizesse um tour por ele mostrando todos os cômodos. Novamente, a diferença principal para um vídeo normal é que o imóvel ainda não está construído ou finalizado, de modo que o passeio virtual também é projetado em computador.

As informações seguem estritamente o que está determinado no projeto arquitetônico em termos de dimensões, então a fidelidade à realidade é garantida. Com um passeio virtual você pode conduzir o seu cliente em uma visita ao seu futuro imóvel sem que ninguém precise sair de casa mas ainda assim trazendo clareza e compreensão.


Tour 360

Por último mas com certeza não menos importante, o tour 360 consiste em um recurso que proporciona ao cliente imersão e integração ao ambiente. Por meio de realidade virtual é possível que a pessoa navegue pelo imóvel por conta própria, olhando em todas as direções e visualizando o imóvel em 360º.

Este recurso pode ser aplicado tanto por meio de óculos de realidade virtual quanto pode ser visualizado de forma simples em computadores, tablets e celulares. A grande vantagem deste recurso é a de proporcionar a sensação de que a pessoa está propriamente dentro do respectivo imóvel, agregando grande valor à sua percepção e trazendo realidade para aquilo que até então era somente um sonho.

Gostou das dicas que trouxemos neste material? Então confira lá o nosso blog, você vai encontrar ainda mais conteúdos especializados no segmento de construção civil e arquitetura!


Sua Maquete Eletrônica Ltda., CNPJ: 29.827.934/0001-83

R. Leopoldo Couto de Magalhães Jr. 1442 Itaim Bibi São Paulo-SP

contato@suamaqueteeletronica.com.br | Tel: (11) 3136-0841 | Whatsapp: (11) 9.8133-0841

Acesse aqui nossos Termos & Condições 

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • LinkedIn - círculo cinza