Planta Humanizada: o que é e por que investir nela

Atualizado: 8 de Out de 2019

Se você tem um imóvel ou projeto para apresentar, é de uma planta humanizada que precisa.

Esse é um recurso que possibilita o completo entendimento sobre o projeto a quem mais interessa: o seu cliente.

Não por acaso, se tornou uma ferramenta de presença obrigatória em lançamentos imobiliários.

Mas cuidado para não confundir com planta baixa.

Se você tem dúvidas sobre o conceito ou busca mais informações sobre como fazer planta humanizada online, está no artigo certo.

Este é um assunto que interessa a engenheiros, arquitetos e demais profissionais do ramo imobiliário.

Siga a leitura e descubra tudo sobre as plantas humanizadas.


O que é planta humanizada?


Planta humanizada é a representação amigável de um projeto técnico ou arquitetônico.

Ao fazer uso de desenhos com cores, sombras, efeitos de luz, texturas, mobília e objetos diversos, ela torna muito mais simples o seu entendimento por pessoas leigas.

Dessa forma, permite apresentar detalhes sobre o projeto que um potencial cliente não observaria da mesma maneira em uma planta técnica.

Como é também didática e menos complexa, a planta humanizada se torna um excelente recurso para alcançar a perfeita compreensão sobre o espaço, seus cômodos e funções de cada um.

Isso se torna alcançável especialmente pela inclusão da mobília nela.

Dessa maneira, mesmo um cliente leigo pode entender melhor tanto as dimensões (ao comparar com os objetos colocados) assim como as alternativas que o espaço oferece.

Outra característica marcante dela é a visualização superior do projeto. Ou seja, o desenho oferece a real noção de como o espaço é visto de cima.


Usos e vantagens das plantas humanizadas


Agora que já sabe o que é planta humanizada, podemos avançar para além do conceito.

Quanto à utilização, não resta dúvidas de que é um excelente recurso para dar destaque a lançamentos imobiliários.

Fica difícil imaginar uma campanha de marketing que não traga imagens de plantas humanizadas do projeto.

Pode ser tanto no meio digital, com postagens em blogs ou redes sociais, quanto no marketing offline, como em fôlderes de divulgação.

E isso se dá justamente por facilitar a compreensão dele, como já destacado anteriormente.

Assim, é bastante útil tanto para quem tem um empreendimento imobiliário a apresentar quanto para quem deseja investir nele.

Mas não são apenas os lançamentos de imóveis que se beneficiam desse recurso.

Podemos destacar ainda o uso de plantas humanizadas para estabelecer a ideia final de um projeto arquitetônico ao cliente.

É nela que o profissional pode alcançar uma perspectiva mais facilmente compreendida.

Ou seja, é ali que ele demonstra ter capturado o desejo do cliente, o que se torna ainda mais atrativo pelos detalhes de decoração e mobiliário.

Há ainda outro aspecto importante a considerar.

Como a planta humanizada não é cara, vale a pena um arquiteto ou engenheiro utilizar em apresentações mais corriqueiras.

Assim, ele deixa de se limitar à planta baixa tradicional, que é pouco atrativa para um cliente leigo e, por vezes, incompreensível para ele.

Ao analisar as aplicações de uma planta humanizada, fica fácil perceber algumas das muitas vantagens que o recurso oferece.

Mas para que não restem dúvidas, vamos relacioná-las por completo agora.


Vantagens da planta humanizada


  • Viabiliza a explicação do projeto a pessoas leigas

  • Permite o claro entendimento sobre o seu layout

  • Possibilita a fácil interpretação quanto ao tamanho dos ambientes

  • Cria uma noção mais realística sobre a função de cada espaço

  • Sugere a adequação de mobiliário e demais instalações

  • Faz uso de desenhos bastante didáticos

  • Projeta ambientes verdadeiramente admiráveis

  • Mexe com a imaginação do cliente que passa a se ver no local

  • Pode ser usada tanto no formato digital quanto impresso.


Planta baixa x planta baixa humanizada


Um projeto arquitetônico pode se valer de diferentes tipos de plantas - e é justamente isso que por vezes causa confusão quanto aos conceitos.

Uma planta baixa, portanto, não é necessariamente humanizada.

A humanização propriamente dita ocorre em razão dos desenhos sobre os quais já falamos, que trazem diferentes elementos, texturas, cores e objetos.

Nada disso está presente em uma planta baixa, que é mais simples do ponto de vista visual, embora tenha função igualmente relevante.

Geralmente em preto e branco, ela detalha em escalas as medidas do imóvel e dimensões dos ambientes, apresentando um diagrama do relacionamento entre eles.

Interessante observar ainda que é a partir da planta baixa que projetos complementares do empreendimento são elaborados, incluindo a própria planta humanizada, que é responsável por torná-la vendável, como já explicado.

Então, o resumo é simples: a confusão existe muito em razão do nome, mas são plantas de objetivos bastante diferentes.


Posso fazer planta humanizada online?


Fazer planta humanizada online pode ser uma verdadeira tentação para quem navega pela internet, vê exemplos e quer alcançar o mesmo efeito em seu projeto.

Mas é preciso encarar essa questão de diferentes formas.

Em primeiro lugar, sim, você pode ter acesso ao recurso sem que seja preciso sair do seu escritório.

Por outro lado, há dois caminhos para isso: fazer por conta própria ou contratar uma empresa especializada no segmento.

Qual vale mais a pena?

Vamos apresentar agora alguns subsídios para embasar a sua escolha.


Colocando a mão na massa


Em uma pesquisa na web, você rapidamente encontra uma série de templates prontos para usar, incluindo representações dos mais variados ambientes.

Também tem contato com sugestões de cursos que prometem ensinar como fazer planta humanizada online.

Tudo está ali, disponível no ambiente online.

Mas ao partir para a elaboração, você precisa ter - e dominar - algum dos softwares utilizados.

São exemplos:

  • Photoshop

  • Autocad

  • Corel Draw.

Quem já está habituado a trabalhar nesses programas pode ter relativo sucesso no desafio.

E ele é relativo por uma razão óbvia: a relação custo-benefício nem sempre é positiva.

Afinal, vale a pena querer “enfeitar” a sua apresentação e acabar pecando por apresentar ao cliente uma planta humanizada pouco profissional?

Se essa reflexão faz sentido para você, veja agora como fazer por meio de especialistas.


Recorrendo a empresas especializadas


Um lançamento imobiliário é coisa séria.

O mesmo vale para encantar o cliente e conquistar a sua aprovação sobre determinado projeto.

São situações que não aceitam meio termo: ou há profissionalismo em todas as etapas, ou um mero descuido coloca tudo a perder.

Imagine a decepção que uma planta humanizada causaria ao apresentar falhas provocadas por imperícia ou pressa na sua elaboração.

Agora, analise a própria rotina e tente encaixar nela mais uma tarefa, que é a de criar desenhos que irão funcionar como a cereja do bolo do seu projeto.

Perceba, então, que questões relacionadas à sua habilidade e tempo disponível desestimulam a ideia de fazer planta humanizada online por conta própria.

Você precisa perseguir o 100% e, nessa hora, não dá para abdicar de especialistas.

Há no mercado uma série de profissionais e empresas de alta qualidade para a elaboração de plantas humanizadas, maquetes eletrônicas, passeio virtual e tour 360 graus.

São instrumentos de caráter decisivo para o sucesso de um projeto a ser lançado.

Não dá mesmo para colocar em risco tudo isso, concorda?

Resta agora saber como se dá o processo, seu custo, prazos e etapas, que é o assunto do próximo tópico.


Planta humanizada: preço, prazos e etapas


Antes de contratar empresa ou profissional especializado em elaborar plantas humanizadas, é importante conhecer critérios que deve considerar na escolha.

Primeiramente, vamos falar do aspecto custo.

O preço de uma planta humanizada pode variar bastante.

Como em vários outros serviços, nesse caso, um preço muito baixo acende um sinal de alerta quanto à qualidade.

É o típico indicativo do barato que pode sair caro.

O importante é que a sua decisão não seja apenas baseada no quesito preço.

Economizar neste momento pode resultar em parceiros comerciais descontentes ou vendas perdidas.

Não dá para correr esse risco, concorda?

Como destacamos no tópico anterior, perseguir o melhor resultado possível é o aspecto mais importante ao contratar uma solução profissional para elaborar a sua planta humanizada.

É imprescindível investigar a qualidade dela.

Então, veja no seu portfólio amostras de trabalhos anteriores.

Confira em quais projetos - e a magnitude deles - a empresa ou profissional já atuou.

Verifique o que falam sobre ela nas redes sociais e mesmo em outros canais.

Observe ainda como é composto o time de trabalho e se há na equipe também arquitetos e não apenas designers.

Lembrando que um projeto de alta qualidade costuma exigir a participação de profissionais qualificados.

Todos esses cuidados, somado à sua habilidade em separar um bom de um mau trabalho, encaminharão você a uma decisão mais segura.


Prazos


O profissional ou empresa procurada pode passar a você uma estimativa quanto ao prazo de produção de uma planta humanizada.

Mas é importante ter ciência de que ele não é definitivo.

Em primeiro lugar, como veremos na sequência, ao falarmos das etapas do projeto, o avanço também depende de você, com a entrega dos materiais necessários para o desenvolvimento.

Além disso, há um aspecto muito importante que diz respeito às revisões.

Inclusive, uma dica é verificar antes de contratar qual a política quanto a ajustes necessários.

Eles podem ser realizados de maneira indeterminada ou em um número específico de vezes?

Tudo isso pode estender ou abreviar a entrega da planta humanizada.

Ou seja, se for prometido a você uma primeira versão em apenas um dia, não significa que terá o projeto totalmente finalizado nesse prazo.

De todo modo, saiba que a elaboração costuma ser rápida, não se materializando em um entrave para qualquer ação de divulgação, por exemplo.

Mas não custa recomendar que não deixe para a última hora, pois o planejamento é também uma etapa fundamental para o sucesso de um lançamento imobiliário.


Etapas do projeto de planta humanizada


A elaboração de uma planta humanizada compreende, como regra geral, diferentes etapas: solicitação de orçamento e contratação, desenvolvimento do projeto e revisão final.

Vamos falar rapidamente sobre cada uma delas agora.

Orçamento e contratação

A primeira etapa passa pela realização de orçamento, que não precisa mais ser presencial.

O mercado conta com empresas especializadas que trabalham totalmente de forma online.

Ou seja, você já visualiza no site os valores e encaminha a contratação por ali.

É mais rápido, prático e transparente, o que se torna uma vantagem inegável.

De qualquer modo, para melhores resultados, há informações que você deve apresentar.

É imprescindível ter o projeto arquitetônico a partir do qual a planta humanizada será construída, incluindo nele as definições quanto ao layout e pisos.

Ainda que seja um desenho não acabado, como um croqui, isso servirá como base.

O mesmo ocorre com a apresentação de diferentes plantas do empreendimento, incluindo as unidades, áreas comuns e de lazer.

Vale destacar ainda que todo o tipo de referência, como o layout dos móveis e definições de acabamento, contribuem para o próprio desenvolvimento do projeto.

Por fim, neste momento, também é necessário informar a quantidade desejada de plantas humanizadas.

Desenvolvimento

Como próxima etapa, é necessário organizar todos os materiais relacionados na etapa anterior e colocá-los à disposição de quem irá fazer a planta humanizada.

É só a partir daí que a ideia poderá ser executada, em geral depois de captar as suas expectativas e necessidades.

Um boa empresa já lhe fornecerá os templates/formatos de como mandar essas informações.

No caso da contratação online, é possível preencher formulários no próprio site, de maneira fácil e organizada.

Revisão

Como dito antes, há empresas que trabalham com um número determinado de revisões.

Mas nem todas estabelecem esse tipo de limitação, o que oferece maior tranquilidade para o cliente.

Vale considerar esse diferencial na hora da contratação, pois faz toda a diferença.

De todo modo, o importante é que haja conexão entre quem contrata e quem elabora a planta humanizada.

Afinal, o objetivo de ambos é o mesmo: alcançar o melhor resultado possível, com satisfação plena.

Então, com tudo ajustado, a planta humanizada é entregue em formato digital com alta resolução, o que permite o seu uso impresso ou eletrônico.


Explore o potencial de uma planta humanizada


Você conferiu um guia completo sobre plantas humanizadas.

Agora, está por dentro do conceito, aplicações, vantagens, preços, prazos e etapas de elaboração.

Para concluirmos, vale repetir a dica para que priorize o suporte especializado na hora de tirar proveito dessa ferramenta.

Seja para lançamentos imobiliários ou apresentação de projetos arquitetônicos, vá em busca sempre do melhor resultado, com a qualidade que você deseja e merece.

Se também tem uma contribuição sobre o assunto, deixe seu comentário abaixo.

E não esqueça de compartilhar o artigo para que mais pessoas conheçam o potencial da planta humanizada.



Sua Maquete Eletrônica Ltda., CNPJ: 29.827.934/0001-83

R. Leopoldo Couto de Magalhães Jr. 1442 Itaim Bibi São Paulo-SP

contato@suamaqueteeletronica.com.br | Tel: (11) 3136-0841 | Whatsapp: (11) 9.8133-0841

Acesse aqui nossos Termos & Condições 

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • LinkedIn - círculo cinza